Protegendo a sua privacidade online

Read Time3 Minutes, 18 Seconds

Não tem nada a esconder? Pense de novo.

Privacidade é o que nos diferencia dos animais. É também o que diferencia muitos países e cidadãos de ditaduras e déspotas. As pessoas geralmente não pensam em seus direitos até que precisem deles – seja quando são presas em um protesto ou paradas para uma vistoria de trânsito de rotina.

A vigilância também faz parte da vida e está se tornando progressivamente mais invasiva. A escuta do governo está aumentando, realizada em sigilo mais amplo, e está se tornando muito mais localizada. De fato, os três últimos presidentes dos Estados Unidos pressionaram por uma vigilância maior: Clinton introduziu leis obrigatórias de escutas telefônicas, Bush expandiu a vigilância doméstica em massa e Obama expandiu o alcance do serviço de inteligência – bem a tempo de Trump.

Agora, com um novo presidente no Salão Oval, muitos estão preocupados com o futuro de suas liberdades fundamentais e direitos constitucionais.

Não existe segurança perfeita. Mas não importa quem você é ou onde está no mundo, há muitas coisas que você pode fazer – muitas das quais são simples – para se proteger nesse período turbulento.

Utilize uma VPN

Através de um aplicativo VPN, todos os dados que transitam de um dispositivo para outro são criptografados. Além de mascarar o IP do utilizador, a Rede Privada Virtual (VPN) traz vários outros benefícios como acessar sites e aplicativos bloqueados por região.

Segurança de dados

Sua privacidade, em sua essência, depende da segurança dos seus dados.

Existem algumas profissões – como funcionários do governo, jornalistas e ativistas – que enfrentam ameaças muito mais complexas do que o cidadão comum, que normalmente só deveria se preocupar com as empresas de tecnologia que os rastreiam para exibir anúncios personalizados.

Proteja seus dispositivos

Seu telefone é o dispositivo mais vulnerável de todos. Você o carrega em todos os lugares e, geralmente, guarda seus segredos mais pessoais e informações confidenciais.

Os iPhones são amplamente vistos como o dispositivo convencional mais seguro atualmente. Os dispositivos Android modernos e mais recentes geralmente vêm com fortes recursos de segurança, mas ainda não existe uma implementação universal de criptografia. Seu iPhone criptografa assim que você bloqueia a tela (mesmo os federais não podem acessá-la), mas os dispositivos Android precisam ser desligados completamente.

Tenha cuidado com cada aplicativo que você instalar

Sempre que você instala um aplicativo, ele solicita permissões para os recursos ou dados do telefone, como contatos, fotos, câmera ou até o próprio discador. Lembre-se dos aplicativos que você instala, pois um único aplicativo não autorizado pode abrir um buraco nas suas proteções de privacidade.

Veja o Meitu, por exemplo, o aplicativo de fotos de anime que provocou uma tempestade por falhas de privacidade. Para um aplicativo tão simples, era necessário acesso quase ilimitado e sem restrições ao seu telefone. Lembre-se: se um aplicativo é gratuito, você está pagando por ele de outra maneira – e geralmente é com seus dados.

Definir uma senha forte e nunca repetir

Apesar de ser uma dica comum, pouca gente utiliza uma senha para cada conta online. Se um hacker conseguir invadir um email do usuário acaba que por ter acesso a todos os outros emails, aplicativos e redes sociais.

Muito cuidado ao acessar redes wi-fi públicas porque são redes vulneráveis aonde o hacker pode realizar vários tipos de ataques, incluindo Man-In-The-Middle. Tipo de ataque aonde o invasor cria uma rede falsa com um nome bem parecido ao da rede real. Ao acessar essa rede o utilizador tem exposto tudo o que digita.

Defina uma senha forte com números, letras e caracteres especiais se possível.

FONTE: https://www.segs.com.br/seguros/191072-protegendo-a-sua-privacidade-online

0 0

Deixe uma resposta

Close